terça-feira, 14 de julho de 2015

7 Benefícios da Farinha de Peixe – Como Fazer, Como Usar e Receitas

Farinha de peixe

7 Benefícios da Farinha de Peixe: Ainda pouco conhecida e pouco utilizada, a farinha de peixe vem sendo aos poucos descoberta pelos nutricionistas e seguidores de alimentação saudável, e já pode ser considerada um ótimo alimento funcional para fazer parte das dietas para perda de peso e ganho de massa muscular.


Uma excelente fonte de proteínas, há diversos benefícios da farinha de peixe para a saúde e boa forma. Confira quais são eles e veja também sugestões de receitas com o alimento proteico.

Para que Serve a Farinha de Peixe?

Devido às suas propriedades nutritivas, a farinha de peixe serve para enriquecer receitas como pães, tortas, sopas e caldos, como o de feijão.
Seu alto teor de proteínas a torna também um excelente alimento para quem pratica musculação e para quem está precisando perder peso.

Calorias da Farinha de Peixe

7 Benefícios da Farinha de Peixe – Como Fazer, Como Usar e Receitas
Uma porção de 1 xícara de farinha de peixe – o equivalente a 120 gramas do alimento – contém 403 calorias. Já uma porção de um colher de sopa fornece 51 calorias.

Benefícios da Farinha de Peixe  

Confira as principais propriedades da farinha de peixe:
1. É uma excelente fonte de proteína
Cerca de 60% a 70% da farinha de peixe é composta por proteína de alta qualidade, ou seja, aquela que é bem absorvida pelo organismo e fornece aminoácidos necessários para a recuperação e hipertrofia muscular.
E ao contrário de boa parte das proteínas de origem animal, a farinha de peixe é uma fonte mais barata de proteína – o que a torna um bom alimento para quem está praticando musculação ou querendo melhorar a definição muscular sem ter que gastar muito.
Duas colheres de farinha de peixe (30 gramas) fornecem 18 gramas de proteínas, a mesma quantidade presente em 100 gramas de carne bovina com 20% de gordura.
2. É altamente nutritiva
Se o peixe já é um dos alimentos mais saudáveis do planeta, imagine a farinha obtida a partir do animal – pois é, ela é uma fonte riquíssima de nutrientes. Além dos aminoácidos, a farinha de peixe contém uma ótima quantidade das vitaminas A, B, D e E, além dos minerais potássio, iodo, selênio e fósforo.
A farinha de peixe é também uma excelente fonte de ferro, um mineral essencial para quem pratica esportes, já que é responsável por enviar oxigênio às células musculares, além de também combater a anemia.
3. É fonte de ômega 3
A gente sempre ouve falar que deve consumir mais salmão e atum, mas por que mesmo? Simples: esses peixes de água fria contêm ácidos graxos poli-insaturados, como o ômega 3, que exercem uma série de funções no organismo.
Combate ao acúmulo de gordura, melhora das funções cerebrais, proteção ao coração e prevenção de dor nas articulações (importante para quem malha e precisa se recuperar rapidamente para o próximo treino) são alguns dos principais benefícios da farinha de peixe advindos do ômega 3.
4. Reduz o acúmulo de gordura no abdômen
Os ácidos graxos presentes na farinha de peixe aumentam a sensibilidade à insulina, o que por sua vez leva a uma menor estocagem de gordura na região abdominal e um aceleração na queima de gordura.
5. Pode ser aliada da dieta
Um dos benefícios da farinha de peixe pode ser o auxílio à perda de peso, já que suas proteínas prolongam a saciedade e ajudam a reduzir o apetite ao longo do dia. Os ácidos graxos essenciais da farinha de peixe também atuam no combate às inflamações, o que pode reduzir o acúmulo de gordura abdominal e facilitar tanto a perda quanto a manutenção do peso.
6. Aumenta os níveis de HDL e reduz o LDL
Ao mesmo tempo em que reduz as inflamações, o ômega 3 também evita a oxidação do LDL, o colesterol ruim, e aumenta as taxas do bom colesterol.
Em um estudo realizado na Noruega, pesquisadores constataram que o fornecimento de farinha de peixe a ratos obesos fez que com os animais apresentassem uma melhor composição dos ácidos graxos no fígado e níveis menores de triglicérides.
7. Reduz os ricos de doenças do coração
Ao atuar sobre as inflamações e diminuir os níveis de LDL, o ômega 3 presente na farinha de peixe combate o acúmulo de placas de gordura dentro das artérias e evita problemas cardíacos como a arteriosclerose e o infarto.
A farinha de peixe também contém DHA, um tipo de ácido graxo ômega 3 que pode reduzir a concentração da proteína C reativa (PCR) no sangue. Níveis elevados de PCR no sangue indicam um maior risco de doenças cardiovasculares.

Como Fazer Farinha de Peixe

7 Benefícios da Farinha de Peixe – Como Fazer, Como Usar e Receitas
Existem diversos processos utilizados para fabricar a farinha de peixe, e em geral quanto mais eficiente, maior será a preservação do teor de nutrientes na farinha final. A grande maioria desses procedimentos exige muitas etapas, e a utilização de solventes químicos e equipamentos apropriados – o que é para remover a o excesso de óleo do peixe, que quando em alta concentração pode diminuir o prazo de validade da farinha de peixe.
Caso você tenha acesso a um peixe pouco oleoso, você pode secá-lo no forno baixo até torrar (mas sem queimar) e depois passá-lo pelo triturador, até obter uma farinha grossa. Caso deseje uma farinha mais fina, passe-a na peneira.

Como Usar

Você pode utilizar a farinha de peixe para acrescentar mais proteína à sua dieta, sem precisar elevar o consumo de gorduras saturadas (presentes em maior quantidade nas carnes bovina e de frango).
Uma dica é acrescentar um pouco de farinha de peixe ao caldo de feijão, à sopa ou ao preparo de pães e tortas. Você também pode adicionar a farinha de peixe a molhos, legumes refogados, panquecas, tapiocas e até mesmo biscoitos salgados.

Receitas com Farinha de Peixe 

7 Benefícios da Farinha de Peixe – Como Fazer, Como Usar e Receitas
1. Crepe com Farinha de Peixe  
Ingredientes da Massa:
  • 1 xícara de farinha de trigo integral;
  • 2 colheres de amido de milho;
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo branca;
  • 1 xícara de leite desnatado;
  • 1 ovo;
  • 1 colher de azeite;
  • 1 colher de café de sal;
  • 1 colher de sopa de farinha de peixe.
Ingredientes do Recheio:
  • 1 lata de atum em água (escorrido);
  • 3 colheres de maionese light;
  • 1 colher de café de mostarda;
  • 2 colheres de cheiro verde;
  • Sal e pimenta do reino a gosto.
Preparo do Recheio: 
  • Misture todos os ingredientes até formar um creme. Reserve.
Preparo dos crepes:
  1. Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador.
  2. Prepare os discos de massa em uma frigideira antiaderente.
  3. Coloque duas ou três colheres do recheio em cada crepe e feche.
  4. Sirva em seguida.
2. Pirão leve com farinha de peixe
Essa receita com farinha de peixe pode ser uma alternativa mais prática para o preparo do pirão, um alimento nutritivo e sem glúten.
Ingredientes:
  • ½ xícara de farinha de peixe;
  • 250 gramas de farinha de mandioca;
  • 2 tomates picados;
  • ½ cebola picada;
  • 2 colheres de azeite;
  • ½ xícara de cheiro verde picado;
  • ½ pimentão picado;
  • Pimenta e sal a gosto;
  • 1,5 litros de água;
  • 2 tabletes de caldo de camarão.
Preparo:
  1. Refogue a cebola no azeite e acrescente os demais ingredientes, com a exceção da farinha de mandioca e metade do cheiro verde.
  2. Deixe cozinhar em fogo médio por 30-35 minutos e então passe o caldo por uma peneira, amassando bem para aproveitar todos os ingredientes.
  3. Transfira o caldo para outra panela e com o fogo ainda desligado adicione a farinha de mandioca aos poucos, para não empelotar.
  4. Leve a panela ao fogo e deixe cozinhar por 10-15 minutos, mexendo sempre para não grudar.
  5. Acrescente o restante do cheiro verde e acerte o sal.
  6. Caso deseje um pirão mais consistente acrescente mais farinha- ou mais água caso prefira um pirão com mais caldo.
3. Tapioca com Farinha de Peixe
Para quem está procurando dicas para enriquecer a tapioca, essa receita com farinha de peixe pode ser uma ótima opção. E você ainda pode substituir o recheio por outro de sua preferência.
Ingredientes:
  • 2 colheres de farinha de tapioca;
  • 1 colher de sobremesa rasa de farinha de peixe.
Recheio:
  • 2 colheres de queijo cottage;
  • 2 tomates-cereja picados;
  • 1 colher de cebolinha;
  • Orégano, pimenta do reino e sal a gosto.
Preparo:
  1. Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
  2. Prepare a tapioca na frigideira antiaderente e adicione o recheio.
  3. Sirva fechada.
 

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...