terça-feira, 7 de julho de 2015

10 Melhores Vegetais e Frutas Anti-inflamatórias

Alho e cebola




Muitas pessoas buscam vegetais e frutas anti-inflamatórias como uma ajuda para lidar com inflamações no corpo. Esta inflamação pode ser momentânea, por conta de um esforço físico ou acidente, ou algo ainda mais incômodo como a artrite.

A artrite reumatoide (AR) é uma doença incômoda e dolorosa que afeta quase todos os movimentos do corpo, fazendo com que a pessoa que sofre do mal sinta dor, rigidez da musculatura e fadiga praticamente diária. A artrite já é um problema difícil, mas com o avanço da idade os sintomas podem piorar tornando difícil e praticamente impossível desempenhar todas as atividades diárias.

A AR é uma das duas formas de artrite, a outra é conhecida como osteoartrite. Sabe-se que problemas nos ossos e de locomoção é o que mais afeta os idosos no mundo. Osteoartrite é uma doença das articulações caracterizada por degeneração das cartilagens acompanhada de alterações das estruturas ósseas vizinhas. As mais atingidas são as articulações das mãos, joelhos, coxofemurais e da coluna. A artrite reumatoide, em vez disso, é uma doença autoimune em que o próprio corpo ataca, tais como polimialgia e fibromialgia.

Ambas as formas de artrite são dolorosas e possuem um denominador comum: a inflamação das articulações. Uma vez que as articulações estão inflamadas no corpo, a pessoa sente uma dor aguda considerável.

Felizmente, existem algumas maneiras de lidar com a dor e outros sintomas de forma natural, especificamente através dos alimentos que você ingere. Muitas pessoas com artrite não percebem o quanto as suas escolhas alimentares podem piorar a dor, ou, inversamente, melhorar a forma como elas se sentem. Por isso, você precisa conhecer esses vegetais e frutas anti-inflamatórias e passar a adicioná-las à sua dieta diariamente.

Mais sobre doenças inflamatórias


A inflamação é parte da resposta imunitária do corpo. Sem ela, você não pode se curar. Mas quando a inflamação está fora de controle, como na artrite reumatoide, isso pode danificar o corpo. Além disso, as inflamações podem influenciar outros problemas e doenças como obesidade, doenças cardíacas e câncer. Alimentos ricos em açúcar e gordura saturada podem estimular a inflamação. São alimentos que causam hiperatividade no sistema imunitário, o que pode levar a dor nas articulações, fadiga e danos nos vasos sanguíneos.

Por ser uma doença de inflamação, o tratamento mais eficaz da artrite é consumir medicamentos ou alimentos que combatam ou reduzam consideravelmente a inflamação. Ibuprofeno e outros medicamentos anti-inflamatórios são talvez os métodos mais comuns para reduzir a dor nas articulações.

No entanto, perder peso e comer certos tipos de alimentos como as frutas anti-inflamatórias também podem contribuir fortemente para esse resultado rumo a uma maior qualidade de vida, mais saúde e menos dor e, muitas vezes, o resultado da ingestão de alimentos pode ser muito mais eficaz do que a prescrição de medicamentos.

Enquanto o excesso de peso pode colocar uma pressão adicional sobre as articulações, o que agrava o risco de desgaste, a gordura corporal é ainda pior. A gordura corporal não é uma substância inerte. É metabolicamente ativa, capaz de produzir hormônios e produtos químicos que, na verdade, aumentam os níveis de inflamação.

Ao perder peso e evitar o excesso de calorias que podem causar ganho de peso, você irá reduzir automaticamente a inflamação no seu corpo. Há alguns grupos de alimentos como frutas anti-inflamatórias e vegetais específicos que você deve ingerir, que foram comprovados como sendo redutores da inflamação.

Melhores alimentos para inflamação, em especial os vegetais e frutas antiinflamatórias:

1. Blueberries (mirtilos)


Quase todas as frutas podem ajudar a diminuir a inflamação, porque são pobres em gordura e calorias e ricas em antioxidantes. Mas as bagas, em particular, vêm demonstrando diversas propriedades anti-inflamatórias, provavelmente por causa da presença de antocianinas – substâncias químicas potentes responsáveis pela coloração da fruta. Os morangos, por exemplo, regulam os níveis mais baixos de proteína C-reactiva no sangue. Framboesas podem ajudar a evitar o desenvolvimento de artrite e blueberries podem ajudar a proteger contra a inflamação intestinal e colite ulcerativa.

2. Azeite Extra Virgem


Além de gorduras monoinsaturadas saudáveis, o azeite extra virgem contém um composto natural chamado oleocanthal, que pode ajudar a prevenir a inflamação relacionada à artrite. Estes compostos bloqueiam as mesmas vias inflamatórias como o ibuprofeno e a aspirina, medicamentos comumente usados ​​para combater a dor da artrite.

3. Cebola e alho


Estes alimentos usados como temperos são amplamente conhecidos por suas propriedades que aumentam a imunidade. As cebolas contêm substâncias anti-inflamatórias, incluindo o fitonutriente quercetina e o composto alicina, que se decompõe para produzir ácidos sulfênicos que combatem o radical livre.

O alho tem substâncias anti-inflamatórias semelhantes e funcionam de forma semelhante aos medicamentos que amenizam a dor como o ibuprofeno, que bloqueia os caminhos que conduzem à inflamação. Adicione cebola e alho a todos os alimentos que for cozinhar como arroz, feijão, molhos e carnes e se beneficie de seus poderes anti-inflamatórios.

4. Temperos


Determinadas especiarias têm efeitos anti-inflamatórios, especificamente cúrcuma e gengibre. Estudos indicam que a cúrcuma pode ajudar a suprimir a artrite devido à presença de substâncias anti-inflamatórias, enquanto o gengibre tem sido demonstrado para diminuir a dor de osteoartrite do joelho quando consumido em forma altamente purificada. Adicione gengibre a molhos e chás e a cúrcuma para temperar carnes, peixes, arroz e outros alimentos que julgar interessante.

5. Beterraba


Este vegetal de coloração brilhante e arroxeada tem propriedades antioxidantes poderosas. As beterrabas podem reduzir a inflamação, bem como proteger contra doenças cardíacas e cancro, graças às quantidades de vitamina C, fibras e pigmentos vegetais chamados betalaínas, presentes em sua composição. Podem ser consumidas de diferentes formas, como saladas ou em receitas mais elaboradas como lasanhas.

6. Tomates e pimentões


Os tomates são frutas anti-inflamatórias por serem ricos em licopeno, que ajuda a reduzir a inflamação nos pulmões e em todo o corpo. Tomates cozidos contêm ainda mais licopeno do que a versão crua, de modo que o molho de tomate pode ser ainda melhor do que uma salada de tomates.

Os pimentões também têm altas quantidades de vitaminas antioxidantes e níveis mais baixos de amido e estão disponíveis em uma variedade de cores (vermelho, amarelo e verde), enquanto algumas pimentas utilizadas para temperos – como caiena – são ricas em capsaicina, uma substância química que é usada em cremes estéticos que reduzem a dor e inflamação.

7. Soja


Vários estudos têm sugerido que as isoflavonas, os compostos de estrogênio do tipo encontrado em produtos de soja, podem ajudar a baixar os níveis de CRP e de inflamação em mulheres, bem como ajudar a reduzir os efeitos negativos da inflamação no osso e a saúde do coração. Mas cuidado com a soja fortemente processada, procure evitar a processada sempre que possível, pois não possuem os mesmos benefícios e geralmente possuem aditivos e conservantes maléficos à saúde. O tofu, leite de soja e edamame são boas opções.

8. Oleaginosas


As oleaginosas, assim como a soja, são também uma boas fontes de gorduras saudáveis de combate à inflamação, especialmente amêndoas, que são ricas em fibras, cálcio e vitamina E. Nozes também são excelentes opções, pois têm altas quantidades de ácido alfa-linolênico, um tipo de gordura saudável para o corpo (ômega 3). São repletas de antioxidantes, que podem ajudar seu corpo a combater e reparar os danos causados pela inflamação.

9. Vegetais de folhas verde escuras


Estudos sugerem que a vitamina E pode desempenhar um papel fundamental na proteção do organismo a partir de moléculas pró-inflamatórias chamadas citoquinas. Uma das melhores fontes desta vitamina são os vegetais verde escuros, tais como couve, brócolis, rúcula, almeirão e espinafre. Vegetais verde escuros também tendem a ter maiores concentrações de vitaminas e minerais como ferro, cálcio e fitoquímicos que combatem doenças.

10. Grãos Integrais


Consumir a maioria de grãos de cereais integrais, ao invés dos refinados como o pão branco, cereais, arroz e massas pode ajudar a manter a inflamação longe. Isso porque os grãos integrais têm mais fibras, o que foi mostrado para reduzir os níveis de proteína C-reactiva, um marcador de inflamação no sangue, além de ter, geralmente, menos açúcar adicionado.
Mas nem todos os produtos rotulados como “grãos integrais” são muito mais saudáveis do que os refinados. Para ter certeza que você está escolhendo o produto certo, observe no rótulo se os grãos são inteiros e sem adição de açúcares.

Alimentos a serem evitados


Embora estes vegetais e frutas anti-inflamatórias sejam excelentes alimentos para combater a artrite e reduzir a inflamação, também existem grupos de alimentos específicos que a aumentam e que, por este motivo, devem ser descartados do cardápio. São eles:
  1. Gorduras saturadas: incluem gorduras em produtos de origem animal como pele de aves, produtos lácteos e carne de porco ou carnes gordurosas. As gorduras saturadas também são encontradas em óleo de palma, que podem integrar alimentos não lácteos, biscoitos e bolachas;
  2. Gorduras Trans: foram criadas por cientistas para aumentar a vida útil dos alimentos. As gorduras trans são tão prejudiciais quanto as gorduras saturadas em termos de inflamação e outros problemas de saúde e, dependendo do caso, podem ser ainda piores para o seu corpo. Empresas de alimentos são agora obrigados a listar a quantidade de gorduras trans presente no produto logo depois de listar a quantidade de gordura saturada na tabela de valores nutricionais;
  3. Carboidratos simples e refinados: carboidratos refinados – como pães, bolachas, farinha branca, arroz branco -, bem como alimentos açucarados, influenciam em um estado de inflamação no corpo, causando aumento de compostos pró-inflamatórias.
Para alívio de sua condição da artrite reumatoide, comece consumindo os vegetais e frutas anti-inflamatórias listadas no início do artigo e evitando estes colocados ao final. Você pode descobrir que aderir a estes alimentos pode eliminar a necessidade de qualquer tipo de prescrição médica ou analgésico para atenuar suas dores nas articulações e a artrite reumatoide. Boa sorte!








Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...