quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Como Fazer Chá de Romã – Receita e Dicas

Chá de romã

Arredondada e com coloração vermelha ou laranja, a romã é originada através da romãzeira, típica de países como Grécia, Chipre, Síria, Espanha, Tunísia, Itália e Turquia, apesar de ser cultivada em mais de 100 países de todo o mundo, e é utilizada como uma planta medicinal.

Consumida de forma natural ou como ingrediente principal no preparo de sucos e molhos, ela também dá base a uma receita de chá. Vamos aprender como fazer chá de romã, além de conhecer os benefícios que ele pode trazer e para que serve essa bebida?
Como fazer chá de romã 
Antes de ver a primeira receita de como preparar a bebida, vamos conhecer a lista de ingredientes da nossa primeira dica, feita com a 
casca da romã:
1 litro de água;
4 romãs maduras;
1 colher de sopa mel para adoçar.
Modo de preparo: Misturar o litro de água com as cascas das romãs em uma panela e ferver durante cinco minutos;Desligar o fogo e tampar o recipiente por mais cinco minutos para que ocorra a liberação das propriedades presentes na casca da fruta; Remover as cascas da panela e passar o chá para uma jarra; Adoçar o chá com o mel e beber o chá quente.
Receita 2: Chá de romã para dor de garganta
Ingredientes:
Água fervente;
3 colheres de sopa de casca de romã;
1 colher de chá de sal;
1 colher de chá de vinagre.
Modo de preparo: 
Misturar a casca da fruta com a água fervente;Desligar o fogo, abafar e esperar o conteúdo ficar morno;Acrescentar o sal e o vinagre e fazer gargarejo com o chá.Dica: se preferir tomar a bebida, não utilize o sal e o vinagre na sua receita.
Receita 3: Chá gelado com suco de romã
Ingredientes:
2 l de água;
½ xícara de mel;
2 pedaços de canela em pau;
3 cravos-da-índia;
20 romãs maduras.
Fonte de antioxidantes: A romã fornece ao organismo antioxidantes do grupo dos flavonoides, que protegem o organismo da ação dos radicais livres, possuem ação anti-inflamatória, aliviam alergias, contribuem com o controle e tratamento de diabetes e seus efeitos, colaboram com a saúde dos olhos, auxiliam o tratamento de úlceras, fazem bem à função cognitiva e previnem contra o envelhecimento celular e doenças como obesidade, hipertensão e diabetes;
Ajuda a saúde cardiovascular: O chá feito com a fruta é benéfico à saúde cardiovascular porque a romã previne que o colesterol auxilie a formação de placa nas artérias, algo que é importante para impedir o aumento do risco do surgimento do acidente vascular cerebral (AVC) e de ataque no coração;
Rejuvenescimento: Para quem não quer envelhecer antes do tempo, a bebida é uma ótima aliada, tendo em vista que atua como um remédio natural que combate o envelhecimento precoce. Isso acontece porque a fruta que dá origem ao chá possui o ácido elágico em sua composição, uma substância que contribui para a manutenção da jovialidade da pele;
Pode prevenir o câncer: Além do ácido elágico, a romã também traz os ácidos gálico e protocatequínico que têm ação anticancerígena, ao bloquear as moléculas danificam a estrutura das células e causam o câncer;
Ameniza os sintomas da artrite: De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Case Western Reserve, nos Estados Unidos, o chá de romã também é benéfico para quem foi diagnosticado com artrite porque alivia os efeitos causados pela doença;
Boa forma: Conforme o que estudos feitos na Escócia descobriram, a romã utilizada na receita do chá pode ajudar na diminuição da gordura abdominal;
Pressão arterial: Para quem sofre com problemas de hipertensão, a bebida também é uma boa alternativa no cardápio, já que as mesmas pesquisas escocesas indicaram que ela contribui com o controle da pressão arterial;
Auxilia a circulação: Por conter vitaminas A, do complexo B e C, a romã auxilia a circulação;
Sistema imunológico: As mesmas vitaminas também contribuem com o sistema imunológico do corpo humano, combatendo o desenvolvimento de problemas de saúde como gripes e resfriados;
Faz bem para a pele: Além disso, esses nutrientes ainda deixam a pele mais bonita;
Alívio dos sintomas da dor de garganta: O chá com a casca da romã apresenta propriedades anti-inflamatórias e age como um antibiótico natural, o que ameniza o incômodo trazido pela dor de garganta;
Controle do colesterol: A fruta age na redução do nível total de colesterol e na diminuição do colesterol ruim – o LDL;
Previne a fibromialgia: Por diminuir a inflamação celular, a fruta e as receitas feitas a partir dela, como é o caso do chá, ajudam no combate a doenças causadas por esse fator, como a fibromialgia, condição caracterizada por dores no corpo todo e sensibilidade nas articulações, músculos, tendões e demais tecidos moles.
Efeitos colaterais e cuidados 
A romã pode causar reações alérgicas como coceira, inchaço, dificuldade de respirar e nariz escorrendo. Desse modo, é seguro que pessoas com alergia a plantas evitem ou não consumam o chá feito à base da fruta, sob o risco de sofrer esses efeitos.
Como a bebida pode diminuir a pressão arterial, não é recomendado que quem sofre com pressão baixa tome o chá ou coma a fruta. Ainda a respeito desse efeito, a romã pode afetar o controle da pressão arterial durante a realização de uma cirurgia, logo a indicação é que ela e suas receitas não sejam ingeridas duas semanas antes de uma operação.
Não é provável que ela faça mal para mulheres grávidas ou que estejam em processo de amamentação de seus bebês, no entanto como ainda não existem informações suficientemente confiáveis sobre a sua segurança, é indicado que elas chequem com o médico antes de tomar o chá.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...