segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Como Desidratar Frutas em Casa

Frutas secas




Desidratar uma fruta é o mesmo que retirar toda a água presente no alimento e torná-la seca. Entre as frutas secas mais comuns de serem encontradas estão as uvas passas, ameixas, figos e damasco. Entretanto, também é possível encontrar mangas, abacaxis, bananas e maçãs que tenham passado pelo procedimento de desidratação.


Uma das vantagens de consumir uma fruta seca é que, nesse estado, a fruta tem o seu peso diminuído e pode ser conservada por mais tempo.

E enquanto comprar uma fruta desidratada industrializada é mais prático, já que não exige que a pessoa realize todo o processo em casa, essa pode não ser a atitude mais sábia a se fazer, tendo em vista que esses tipos de produtos costumam aparecer cheios de aditivos, calorias, além de sofrerem a adição de açúcar.

É por isso que para quem aprecia saborear uma porção de frutas secas em suas refeições vale a pena aprender a realizar o processo em casa. E para quem não sabe, vamos explicar como desidratar frutas em casa abaixo.

Método 1

Primeiro passo: escolha e limpeza das frutas

A primeira etapa para aprender como desidratar frutas consiste em escolher a fruta que deseja secar.

Depois disso, você deve lavar bem o alimento, sem pressa, retirar as sementes e a casca e cortá-la em fatias bem pequenas e fininhas. Quanto menores forem os pedaços, mais rápido eles secarão e melhor será a sua qualidade.

Caso você escolha a uva ou outra fruta pequena, saiba que não existe a necessidade de descascar ou cortar em fatias, já que ela encolherá no decorrer da desidratação.

Segundo passo: disposição na assadeira

Antes de passar os pedaços da fruta que você selecionou na assadeira, é preciso que você cubra o recipiente com um papel toalha de boa qualidade, que não vá se rasgar com muita facilidade. Só depois disso é que você deve colocar os pedacinhos da fruta na forma.
Faça a disposição das fatias com cuidado e certifique-se que um pedaço não está tocando o outro antes de levar ao forno, que é o nosso próximo passo.

Terceiro passo: colocar no forno

Agora a recomendação é ligar o forno em fogo bastante baixo. No entanto, se notar que o seu forno está sujo, dê uma boa limpeza antes de ligá-lo e colocar as frutas dentro dele.

Deixe o fogo por volta de 50º C. Isso permitirá que fruta perca o conteúdo de água presente em sua composição, porém não seja assada. O processo levará horas para ser completado, mas não caia na tentação de aumentar o fogo para torná-lo mais rápido, já que isso resultará em uma fruta assada – e não seca, que é o objetivo da receita.

Quarto passo: saber a hora de desligar o fogo

O quarto passo deste método de como desidratar frutas em casa consiste em saber qual é o momento apropriado de retirar as suas frutas secas do forno.

Depois que passarem algumas horas da estadia dos pedaços de fruta no fogo, você deve verificar o estado do alimento. Ao perceber que elas já estão com uma aparência seca e 
perderam uma quantidade suficiente de água a ponto de esterem desidratadas, cheque também se as fatias estão com uma consistência difícil de ser mastigada.

Se estiverem, isso quer dizer que as suas frutas já foram desidratadas e você deve desligar o forno. Por outro lado, se o aspecto delas estiver crocante ou se elas estiverem soltando água, elas ainda não estão prontas e você deve deixá-las no forno por mais algum tempo.

Quando elas finalmente estiverem desidratas, transfira-as para uma caixa ou recipiente que ofereça proteção e guarde na geladeira. O consumo poderá ser feito em até duas semanas.

Método 2

No segundo método de como desidratar frutas em casa, nós vamos mostrar como o procedimento pode ser realizado no micro-ondas:

Primeiro passo: limpeza

Assim como acontece com a desidratação feita no forno convencional, na de micro-ondas é preciso que antes de tudo a fruta seja bem lavada, descascada e sem sementes. Depois, é necessário cortá-las em fatias ou pedaços bem pequenos.

Segundo passo: preparo da solução

Depois disso, você deve preparar uma solução de limão diluído em água, colocando uma colher de sopa de suco de limão em cada xícara de água. O próximo passo é mergulhar os pedacinhos da fruta na solução.

A justificativa para essa etapa é que ao fazer isso, você permitirá que as frutas se conservem por mais tempo e que a cor delas seja mais intensificada.

Terceiro passo: limpeza do micro-ondas

Antes de levar as frutas para o aparelho, é importante fazer uma limpeza nele. Utilize detergente e água para tirar qualquer sujeira ou resíduo que possa estar dentro do micro-ondas e tenha um capricho especial na hora de higienizar o prato.

Quarto passo: levar as frutas ao micro-ondas

Feito isso, você já poderá dispor os pedaços de frutas dentro do aparelho. Distribua as fatias de maneira uniforme, de modo que uma não encoste na outra.

Configure o micro-ondas no modo descongelar, que deve durar aproximadamente 30 minutos. Durante esse período, pause o eletrodoméstico algumas vezes e vire a fruta. Preste atenção para ver quais pedaços ainda estão úmidos e quais já secaram, pois de acordo com o tamanho cortado, uma fatia pode desidratar de maneira mais rápida do que a outra.

Quinto passo: armazenamento

Conforme os pedaços forem secando, passe-os para um pote, caixa ou refratário que ofereça uma boa proteção. Leve à geladeira e não se esqueça que as frutas poderão ser ingeridas em até duas semanas.

É importante que você tome cuidado ao manusear e guardar as frutas, para não correr o risco de contaminá-la com fungos ou outro tipo de micro-organismo.

As frutas desidratadas são saudáveis?

s frutas secas são um alimento nutritivo e fornecem vitaminas, antioxidantes e fibras ao organismo. Se a comparação entre elas e as frutas frescas for feita em relação ao peso, pode-se afirmar que as desidratadas contêm até 3,5 vezes mais fibras do que a versão original do alimento.

Por outro lado, o teor de vitamina C das frutas é bastante reduzido quando elas passam pelo processo de secagem.

Mesmo assim, elas ainda podem ser consideradas um alimento saudável do ponto de vista nutricional. Um dos grupos de antioxidantes encontrados nelas é o grupo dos polifenois, substâncias associadas à melhoria no fluxo sanguíneo e da saúde digestiva.

Outros benefícios atribuídos às frutas secas são: redução da pressão arterial, controle da taxa de açúcar no sangue, sensação de saciedade (no caso das uvas-passas) e combate à osteoporose (para as ameixas secas).

Entretanto, incluir frutas secas com frequência nas refeições pode não ser a melhor escolha para as pessoas que desejam ou precisam perder peso. Isso porque ao perder o conteúdo de água e diminuir o tamanho, elas ganham em concentração de açúcar e calorias.

Por exemplo, uma uva passa é composta em 59% por açúcar, já a ameixa seca contém 38% do elemento em sua composição, enquanto o damasco e o figo seco são formados por 53 e 48% do componente.

Vale lembrar que além do risco do aumento de peso, a ingestão excessiva de açúcar na alimentação pode causar diabetes do tipo 2, problemas cardíacos, envelhecimento precoce, danos ao aprendizado e memória e aumento do risco de câncer colorretal nas mulheres. Para manter a ingestão do composto sob controle, tenha em mente que o recomendado é consumir 50 g ou 10 colheres de chá por dia.

Outra desvantagem das frutas desidratadas são as calorias. Comparando o valor energético de uma fruta fresca com a sua versão seca, podemos perceber isso melhor:

Uvas sem sementes: 110 calorias por xícara;
Uvas-passas: 434 calorias por xícara.
Ameixas fatiadas: 76 calorias por xícara;
Ameixa seca sem caroço: 408 calorias por xícara.
Figo: 74 calorias por 100 g;
Figo seco: 249 calorias por 100 g.
Damascos fatiados: 79 calorias por xícara;
Damasco seco: 313 calorias por xícara.
Maçã cortada: 65 calorias por xícara;
Maçã seca: 209 calorias por xícara.

Cuidado com as frutas secas industrializadas

Em relação à alta dose de açúcar nas frutas desidratadas, pior ainda é o caso das que são industrializadas, que podem vir com açúcar adicionado à sua composição antes do processo de secagem. Por isso também é importante aprender como desidratar frutas em casa.

Açúcares adicionados já foram associados a problemas de saúde como obesidade, doenças no coração e inclusive câncer. Outro prejuízo ocorre quando há a presença de preservativos nessas frutas. Um grupo deles, chamados de sulfitos, que mantém a cor viva do produto, pode causar cólicas estomacais, asma e erupção cutânea.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...