sábado, 13 de fevereiro de 2016

Suas mãos podem dar alerta a várias doenças. Descubra!

Suas mãos

Suas mãosSuas mãos podem dar alerta a várias doenças: Especialistas mostram que as nossas mãos dão sinais claros de que algo não vai bem com a nossa saúde. Inchaço, vermelhidão e coceira em excesso parecem triviais, mas devem chamar a atenção se aparecerem juntos a outros sintomas. Veja as principais doenças que podem ser identificadas pelas mãos:


1. Inchaço

Fique atento se depois daquela festa de aniversário, regada a muitos quitutes e bebidas alcoólicas, a aliança fica apertada no dedo. 

Exagerar no sal e no álcool pode prejudicar a circulação sanguínea e favorecer o aparecimento da hipertensão, além de ser uma bomba para o coração e, portanto, perigoso para quem tem problemas cardíacos.

O inchaço nos dedos também pode indicar hipotireoidismo, um funcionamento inadequado (deficitário) da glândula tireoide. 

O metabolismo funciona erroneamente, retendo líquidos em várias partes do corpo. O inchaço aparece principalmente no rosto, nos tornozelos e nas mãos.

O hipotireoidismo também causa cansaço excessivo, depressão, lentidão, dor de cabeça e palidez. Um simples hemograma pode detectar se há algum problema no funcionamento dessa glândula.

Se o inchaço for concentrado em uma única mão, é possível que um conjunto de artérias, veias e nervos esteja comprimido.

2. Coceira e ardor

Não ignore a coceira nas mãos, principalmente se as palmas estiverem ardendo e vermelhas. Esses são os principais sintomas do eczema (ou dermatite), uma doença crônica da pele que pode se agravar quando você está estressado.

Entre as dermatites, a mais comum é a de contato, irritação causada pelo uso de produtos de limpeza, cosméticos e medicamentos, entre outros.

É muito comum em donas de casa, pedreiros, padeiros e outros profissionais que fazem uso de determinados produtos por tempo prolongado. Ela tende a desaparecer suspendendo a utilização do produto.

Com características similares, a lesão imunológica, apesar de dar sinais nas mãos é uma micose que dá nos pés.

3. Bolhas

Elas podem ser simplesmente resultado de um atrito intenso entre a pele e uma outra superficíe. Mas, se são persistentes e pequenas, localizadas principalmente nas laterais dos dedos, merecem atenção.

A desidrose surge exclusivamente nas mãos e pés e contem um líquido viscoso. Pode ser genético ou ainda ter relação com o estresse.

4. Pele grossa com placas

Palmas das mãos com pele grossa e placas esbranquiçadas é sinal de psoríase. 

A doença crônica, que atinge 2% da população mundial, pode causar inflamações nas articulações e lesões vermelhas ou descamações na pele.
Suas mãos
Um dermatologista poderá identificar o problema e indicar o melhor tratamento para o caso.

5. Unhas brancas, fracas ou amareladas

Unhas extremamente quebradiças podem indicar falta de ferro suficiente no corpo e, consequentemente, a conhecida anemia. O médico pode pedir um hemograma para confirmar a suspeita e indicar uma dieta reforçada nessa vitamina.

Embora menos frequentes, doenças internas também mostram seus primeiros sinais pelas unhas. 

Quando metade da unha tem um aspecto branco (como uma meia lua que começa na cutícula) e a outra metade é vermelha, é indício de problemas renais.

Doenças pulmonares deixam as unhas amareladas e espessas, além de retardarem o crescimento e aumentarem sua curvatura. 

São as chamadas unhas “baquetas de tambor”, mais largas nas extremidades, tomando quase toda a superfície do dedo.

6. Dedos azulados, mãos geladas

Extremidades dos dedos azuladas e mãos geladas são sintomas claros da doença de Raynaud, um problema temporário que restringe o fluxo sanguíneo para a mão ou outras extremidades como os pés.

É mais comum em mulheres e seus gatilhos mais comuns são as baixas temperaturas e o estresse. A doença não tem cura, mas deve ser acompanhada de perto por um vascular, a fim de avaliar o comprometimento da circulação.

7. Feridas na mão

Erupções ou manchas avermelhadas nas palmas das mãos podem ser sintomas da sífilis, doença infecciosa sexualmente transmissível que se espalha pela pele ou por membranas mucosas.

Os sintomas aparecem também nas solas dos pés e na garganta e, em geral, se manifestam por apenas alguns dias.

Se não for diagnosticada e tratada, a doença pode danificar vários órgãos incluindo o cérebro, nervos, olhos, coração, fígado e articulações, alerta o médico.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...