segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Alimentos Que Aumentam o Colesterol

Colesterol

ColesterolColesterol: Alimentos Que Aumentam o Colesterol: Ingerir alimentos altamente calóricos, ricos em gordura hidrogenada, colesterol, sódio e conservantes obviamente não faz bem para a saúde.


Alimentos como batatas fritas e frangos empanados fritos podem ser opções perigosas para a saúde quando se fala de manutenção de um coração saudável.

Uma dieta rica em gorduras saturadas e gorduras trans pode elevar os níveis de colesterol no sangue e colocá-lo em risco de doença cardíaca.

Muitos alimentos de origem animal – como carne e produtos lácteos – contêm gorduras saturadas, enquanto produtos de panificação e fast foods são carregados de gorduras trans. Saiba quais alimentos que aumentam o colesterol que você deve evitar a todo custo.

1. Hambúrguer

O hambúrguer provavelmente é um dos alimentos mais consumidos no mundo, isso devido à enorme quantidade de fast foods existentes, como as grandes redes Mc Donald’s e Burger King.

Na correria do dia a dia, as pessoas podem optar por consumir esse tipo de comida, mas trata-se dos alimentos com mais alto teor de colesterol e sódio, fora os conservantes.

O Big Mac por exemplo tem 85 mg de colesterol e a McOferta contém 175 mg de colesterol, o que não ajuda em nada na saúde do coração e ainda aumenta as chances de obesidade.

2. Macarrão com queijo

Os ingredientes clássicos desta receita tradicional americana também consumida no Brasil são: leite integral, manteiga e queijo, que são alimentos que aumentam o colesterol por serem carregados com gorduras saturadas e colesterol.

Mas esta receita não precisa ser um alimento com alto colesterol.

Ao substituir o leite por desnatado, usar manteiga vegetal e usar queijo de baixo teor de gordura ou ricota você pode diminuir as calorias e consumir essa delícia com menos da metade da gordura e colesterol da receita tradicional.

3. Sorvete

O sorvete é um alimento altamente consumido principalmente em regiões tropicais devido ao calor.

É comum consumir sorvete como sobremesa ou no fim de semana, quando não se tem tempo de preparar uma receita caseira.

Porém, um único copo de sorvete comprado no mercado tem mais gordura do que um hambúrguer e mais colesterol do que 10 donuts – apenas para se ter uma ideia de como ele é um dos principais alimentos que aumentam o colesterol.

Deve-se optar por consumir um copo de frutas frescas em substituição ao sorvete nas sobremesas.

As frutas são baixas em calorias e ricas em fibras, vitaminas e nutrientes que o corpo precisa e ainda ajudam a reduzir o colesterol.

4. Carnes ricas em gordura

Mesmo quando preparada em versões mais light como grelhada ou cozida, dependendo do corte da carne e da quantidade de gordura, seu consumo pode exceder a dose diária recomendada de gordura saturada e colesterol.

Em apenas um pedaço de bife existe 20% da quantidade de gordura saturada admissível para o dia e 22% do colesterol, o que não sobra muito espaço para o resto do dia.

Opte por cortes magros de carne, como lombo e alcatra, para diminuir o colesterol.

5. Bolos

A maioria dos bolos industrializados comercializados nos supermercados são carregados de colesterol. Em um único muffin, por exemplo, existe 8 gramas de gordura.

Umbolo preparado com farinha de trigo integral fornece mais fibra, muito menos gordura e mais baixo colesterol, por isso é uma escolha mais indicada.

6. Frutos do mar

Alguns tipos de frutos do mar podem ser saudáveis, mas outros podem aumentar os níveis de colesterol ruim. A lagosta, por exemplo, não é uma opção indicada para quem tem doença cardíaca ou colesterol alto.

Em 85 gramas de lagosta há 61 mg de colesterol, o que pode aumentar ainda mais dependendo do preparo, como quando dourado na manteiga.

Opte pelas opções grelhadas e frescas, pois as congeladas podem vir embutidas com conservantes. Evite consumir em excesso também.

7. Frango frito

Apesar do frango ser geralmente considerado uma boa escolha de proteína de baixo teor de gordura, o modo de preparo faz toda diferença na quantidade de colesterol ingerida.

Por exemplo, uma asinha de frango com a pele tem mais gordura e colesterol do que uma xícara de sorvete ou um hambúrguer.

Manter a pele ou fritar o frango pode transformá-lo em um dos mais perigosos alimentos que aumentam o colesterol.

Além disso, lembre-se que a carne de aves escuras tem mais gordura do que a carne branca. Ao fazer escolhas de frango, prefira a versão sem pele, de cor clara e grelhada.

8. Fígado

O fígado é carregado com ferro, o que pode indicar um alimento interessante para o consumo, o problema é que também é rico em colesterol.

O colesterol é produzido e armazenado no fígado, por isso os níveis de colesterol mais concentrados em carnes de animais são encontrados em carnes de órgãos como o fígado.

Recomenda-se o consumo de no máximo 300 mg de colesterol por dia para um adulto saudável.

Uma porção de 85 gramas de fígado bovino cozido fornece 331 mg de colesterol. Evite essa carne se tiver problemas com colesterol alto.

9. Margarina

Muitos falam que a margarina pode ser uma alternativa saudável em substituição à manteiga, mas a margarina é tão carregada de colesterol quanto a manteiga.

Apesar de ser produzida a partir de óleos vegetais insaturados, sabe-se que ela pode ser ainda pior do que a manteiga pela presença da gordura hidrogenada que interfere na saúde do coração de forma negativa.

Seja manteiga ou margarina, evite consumir em excesso. Prefira optar por outras alternativas de produtos.

10. Pipoca de micro-ondas

A pipoca é um alimento que pode ser ao mesmo tempo bom e ruim para a saúde, dependendo de como for preparado.

A pipoca de micro-ondas, em muitos casos, é carregada com manteiga, óleo e sal, e não é uma escolha saudável. Estes extras podem aumentar os níveis de colesterol.

No entanto, optar por uma versão sem manteiga sem sal é uma boa maneira de diminuir o colesterol. 

Para dar mais sabor você pode adicionar um pouco de azeite e parmesão, ao invés de temperos prontos que também são inimigos da saúde.

11. Batata frita

Um dos alimentos mais amados no mundo é a batata frita, petisco servido em bares, acompanhamento de lanches ou refeições em restaurantes fast food e também comercializado congelado em supermercados.

No entanto, é um dos piores alimentos que aumentam o colesterol, devido à presença de óleos vegetais hidrogenados.

Óleos vegetais parcialmente hidrogenados fazem com que os alimentos aumentem a validade, ou seja, a duração, e também podem suportar o aquecimento repetidas vezes sem se quebrar, tornando-os ideais para frituras.

Os alimentos feitos com esses óleos como a batata frita podem ter grandes quantidades de gorduras trans que aumentam o colesterol ruim.

12. Cream cheese

Apesar de ter um sabor delicioso e ser usado em inúmeras receitas inclusive na versão light, o cream cheese é um alimento rico em colesterol e, portanto, não muito benéfico para consumo quando se trata de saúde do coração. 

Em uma porção de 28 gramas há 27 mg de colesterol.

13. Ovos (em excesso ou fritos)

A moderação é a chave do sucesso quando se fala em colesterol. Os ovos, por exemplo, são tidos como alimentos perigosos para o coração se forem consumidos em excesso e em versões nada saudáveis como fritos.

A versão cozida e a preferência pela clara, que é livre de colesterol, podem ser ainda opções interessantes.

É possível consumir ovos como parte de uma dieta saudável para o coração, contanto que você não exagere em outras fontes de colesterol, como carne e laticínios e se for consumir cozido ou em omeletes.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...