sexta-feira, 20 de maio de 2016

Dieta Funcional – O Que é, Cardápio e Dicas

Dieta Funcional
Dieta FuncionalDieta Funcional.Há diversas pesquisas que envolvem os efeitos dos alimentos sobre o funcionamento do nosso corpo, inclusive para fins medicinais, por isso, o conceito de dieta funcional está sendo adotado por diversos profissionais de nutrição.

Mas o que faria essa dieta de diferente e superior às outras? Com a comprovação de que a alimentação é responsável por mais de 60% dos resultados de mudanças de medidas, a dieta funcional recomenda um plano alimentar com adequações entre alimentos com propriedades importantes para todo o seu organismo.
Interessou-se? Fique ligado nas dicas e no cardápio que pode ser utilizado como referência para você eliminar os quilinhos a mais.
Alimentos funcionais
Uma dieta é planejada com alimentos, e entender o que são os alimentos funcionais pode ser um ponto de partida para reconhecer a eficiência da dieta funcional.
Eles se enquadram nos bioativos de plantas, antioxidantes, fibras dietéticas, probióticos, vitaminas e minerais, ou seja, esses alimentos contribuem com a nutrição e bem estar geral de seu corpo, prevenindo de doenças e condições adversas, além de favorecer a boa forma.
A farinha ou flocos de aveia podem ser considerados alimentos funcionais, pois contêm fibras e auxiliam no controle dos níveis de colesterol, ou seja, partindo do aspecto de que o alimento pode promover o bem-estar, ele contribui com a sua dieta funcional.
Veja abaixo alguns alimentos funcionais que podem ser facilmente adicionados ao seu cardápio.
Brocólis: As folhas podem auxiliar no combate ao câncer. O brócolis ainda pode proteger o corpo contra fumaça de cigarro, pesticidas, entre outras substancias cancerígenas. Ele ainda é rico em betacaroteno, por isso, você pode incorporá-lo em sopas e purês de sua dieta funcional. Vale lembrar que não é necessário cozinhá-lo demais, evitando o desperdício de seus nutrientes;
Mamão: Se você busca efeito antioxidante, o mamão pode ser um dos fornecedores, além de fornecer ácido fólico. Insira o mamão em saladas de frutas e sucos;
Abacate: Há recomendações de que seu consumo deve ser comedido, mas o abacate é fonte rica em glutationa, um antioxidante muito poderoso para agir contra radicais livres, bloqueando a absorção intestinal de certas gorduras. O abacate pode fornecer até 60% a mais de Potássio que as bananas, além do betacaroteno. O abacate pode ser inserido em saladas, sanduíches naturais e sucos;
Chá de hibisco: Os chás são muito benéficos nas dietas, e o chá de hibisco tem marcado presença em muitos planos alimentares. Ele pode agir como diurético, e ainda reduz o desejo por doces. Seu efeito desintoxicante também é muito desejado, o que faz valer a pena a degustação de seu sabor azedo.
A dieta funcional
Os efeitos positivos para o emagrecimento são consequências da adição de alimentos funcionais que contribuem com a manutenção do metabolismo acelerado, e mais importante, o funcionamento regular da flora intestinal, o que induz à eliminação adequada das toxinas indesejadas ao corpo. A dieta funcional pode reduzir aqueles incômodos inchaços e retenção de líquido, muito desconfortáveis para quem busca perder peso.
Antes de tudo, é importante que você saiba que o plano alimentar da dieta funcional não conta com alimentos processados e industrializados, o objetivo central é abusar dos benefícios que os alimentos naturais podem fornecer ao corpo.
Destacam-se ainda os alimentos termogênicos, que contribuem com a maior queima calórica, induzindo a perda de peso significativa. Entre as últimas tendências de dietas, podemos destacar os chás e sucos verdes, que combinam alimentos importantes no processo de emagrecimento com saúde. Vale lembrar que alguns alimentos funcionais ainda podem contribuir fornecendo saciedade e reduzindo a ansiedade.
A dieta funcional não é uma receita pronta que poderia ser seguida por diferentes pessoas. Como sabemos, cada organismo se comporta de uma forma particular, por isso, é fundamental que você busque a orientação de um profissional da saúde, pois ele identificará as suas características, recomendando os alimentos mais adequados para as suas necessidades.
É importante ressaltar que também há exercícios funcionais, que se combinados com essa dieta, trazem benefícios ainda mais significativos. Combine as iniciativas saudáveis e torne a sua rotina mais saudável com os hábitos que favorecem o equilíbrio de seu corpo.
Dentre as dicas, saiba que uma boa refeição é aquela que você adequa diversos alimentos com propriedades distintas, tornando-a assim mais nutritiva e completa. Escolha as melhores fontes de fibras, proteínas, carboidratos e vitaminas, e a partir da segunda semana, você poderá notar os benefícios nos seu rendimento físico e mental.
A água também é de suma importância na dieta funcional. A bebida auxilia na regularidade da flora intestinal, o que induz à eliminação das toxinas indesejáveis ao corpo. Beba água e mantenha o seu corpo limpo e hidratado.
Benefícios
A dieta funcional, diferentemente das demais, busca não apenas a conquista do corpo desejado, mas sim o bem-estar e bom funcionamento de todo o organismo. O plano alimentar induz a uma reeducação alimentar, onde as propriedades nutricionais são fundamentais para a combinação de uma refeição adequada para seu corpo.
Com essa dieta, você deverá se manter longe de alimentos gordurosos, glúten, açúcares, e também bebidas alcoólicas. Os laticínios também devem ser consumidos de forma restrita, e as melhores fontes de açúcar são as frutas, pois o açúcar natural não ocasiona más consequências aos níveis de açúcar na corrente sanguínea.
Dentre os benefícios oferecidos pelos alimentos orgânicos contidos na dieta funcional, é importante destacarmos os mais significativos, que são a redução de estresse e impactos da TPM. Os efeitos do envelhecimento também podem ser reduzidos.
Cardápio
Há muitas dietas restritas que limitam o numero de refeições, mas como a dieta funcional prioriza a saúde, seis refeições devem ser realizadas durante o dia.
Dieta Funcional
Café da manhã:
– Opção 01
1 fatia de pão de forma integral;
1 colher (de café) de requeijão light;
1 xícara (de chá) de leite de soja;
1 laranja.
– Opção 02
1 rap 10 integral;
1 colher (de sopa) de queijo cottage light;
1 copo (300 ml) de leite de soja;
¼ de mamão papaya.
Lanche da manhã:
– Opção 01
1 copo de chá de hibisco;
3 cookies integrais de coco.
– Opção 02
1 pote de iogurte natural grego ou desnatado. 
Almoço:
– Opção 01
1 porção de salada de folhas verdes com tomate;
3 colheres (de sopa) de arroz integral;
1 concha de grão de bico;
1 filé de peito de frango ou peixe grelhado;
1 taça de gelatina light.
– Opção 02
1 porção de salada de folhas verdes;
Legumes cozidos;
1 filé médio de peixe grelhado;
1 copo de suco de laranja;
1 pera de sobremesa.
Lanche da tarde:
– Opção 01
1 copo (300 ml) de suco de abacaxi com hortelã e gengibre.
– Opção 02
1 copo (300 ml) de suco verde.
Jantar:
– Opção 01
1 porção de salada de folhas verdes com legumes;
1 porção pequena de soja cozida;
1 filé de peito de frango grelhado.
– Opção 02
1 porção de salada com cenoura e pepino ralado;
3 colheres (de sopa) de arroz integral;
1 pequena porção de frango grelhado;
5 morangos com creme de leite light.
Ceia:
– Opção 01
1 xícara de chá verde.
– Opção 02
½ mamão papaya.
Dieta FuncionalDieta Funcional


Share and Enjoy

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...