domingo, 20 de dezembro de 2015

Como Se Manter na Dieta das Proteínas nas Festas de Fim de Ano

Peru de natal

Decidir seguir uma dieta das proteínas não é uma escolha muito fácil. Baseando-se na ideia de que quando o corpo não possui muitos carboidratos disponíveis, ele usa a gordura armazenada como fonte de combustível e que as proteínas promovem saciedade ao organismo, esse tipo de programa alimentar determina o alto consumo de proteínas, acompanhado de uma ingestão limitada de carboidratos.
A questão é que além de não permitir o consumo de comidas saborosas como pães, massas e bolos, que são cheios de carboidratos, a restrição do nutriente ainda pode trazer problemas de saúde como fraqueza, falta de energia, acidose metabólica, desiquilíbrio de macronutrientes, além de prejuízos ao funcionamento do cérebro e do sistema imunológico.

Entretanto, se mesmo assim você achar que deve seguir o método e tiver o aval do seu médico, é importante se munir de táticas para conseguir manter-se firme ao longo de toda a duração da sua dieta. Afinal, se é para começar algo tão desafiador, é melhor conseguir cumprir a jornada até o fim, não é mesmo?
Para quem começou um programa alimentar com base nas proteínas há pouco tempo e vai passar as festas de fim de ano seguindo o seu cardápio, a tarefa se torna ainda mais complicada. Isso porque é nesse período que as maiores tentações surgem, com tantos almoços e jantares que trazem no cardápio opções ricas em carboidratos.
Pensando nisso, reunimos algumas dicas de como passar pelas festinhas de Natal e Ano Novo sem trair a dieta das proteínas. Confira quais são elas a seguir:

1. Pense no seu objetivo maior

Realmente pode ser difícil resistir a um arroz branco soltinho, às massas apetitosas e às sobremesas. Entretanto, se você não tirar da cabeça o seu objetivo maior com a dieta, que certamente é perder uma boa quantidade de quilos e adquirir o corpo dos sonhos, ganhará uma motivação extra para não cair na tentação.
Assim, toda vez que der vontade de cair de boca nos carboidratos, pense em como isso poderá atrasar o seu processo, respire fundo e saia de perto da comida em questão.

2. Não vá sozinho às festas

Caso tenha um companheiro de dieta da proteína, peça que ele vá com você a algumas das festas em que você precisa comparecer. Se você não conhecer alguém na mesma situação que você, procure a companhia de um amigo ou parente que entenda e apoie o seu processo.
Ao ter outra pessoa do seu lado, você poderá desabafar quando a vontade bater, que poderá te relembrar a razão pela qual você está fazendo tamanho esforço e te dar um puxão de orelha caso você resolva ceder ao desejo. E se a pessoa em questão também estiver de dieta, você poderá ajudá-la quando precisar, de modo que a motivação seja mútua e as forças de vocês se complementem.

3. Não pule refeições

Pular refeições já atrapalha qualquer pessoa que deseje manter a linha nas festinhas de final de ano para não engordar. Para as pessoas que seguem uma dieta com base em muitas proteínas e poucos carboidratos então, é um erro gigante!
Ao deixar de comer por muito tempo, você corre o risco de chegar com muita fome na hora da festa. E uma vez que estiver com o estômago roncando, será bastante complicado controlar-se e não consumir as apetitosas fontes de carboidratos.
E mesmo que você consiga se manter longe dos carboidratos, poderá exceder na quantidade de calorias dos outros alimentos por estar com o apetite voraz, o que não ajuda nada a perder peso.

4. Coma antes de sair

Parecida com a dica anterior, a recomendação de comer antes de sair para uma festa serve para que você chegue ao local satisfeito e de barria cheia, o que tornará muito mais fácil a tarefa de rejeitar os carboidratos do cardápio do evento.

5. Planeje a sua alimentação

Sempre que possível, pergunte ao anfitrião qual será o cardápio da festa. Entre as opções, verifique se há alternativas para a sua dieta e monte um cardápio prévio do que você irá comer. Se o menu não te oferecer muitas alternativas, explique a sua situação e pergunte se você pode levar a sua própria refeição.
Para não dar uma de mal educado, faça uma porção grande, que também possa ser consumida por outras pessoas. Assim, você não perderá o espírito de união que permeia as festas de final de ano.
E se o anfitrião em questão for alguém próximo, peça educadamente para que ele deixe os molhos das saladas e carnes separados e não direto na comida. Assim, você poderá aproveitar suas fontes de proteínas sem correr o risco de consumir também um molho calórico e cheio de carboidratos.

6. Saiba exatamente o que você pode e não pode comer

O ideal é que você tenha o acompanhamento de um nutricionista. Com a ajuda dele, você poderá sentar e definir uma lista geral dos alimentos que pode e que não deve comer. Imprima, salve no celular e no computador, e se possível, decore-a.
Assim, você não terá espaço para dúvidas e não ficará confuso sobre o que pode e não pode comer enquanto estiver em frente às inúmeras opções das festinhas de final de ano.
Além disso, dá ainda para conversar com o nutricionista a respeito das comidas de final de ano que você pode comer, nem que seja um pedaço pequeno para satisfazer a vontade, e as que deve deixar de lado mesmo.

7. Aceite que você é humano e pode errar e siga em frente

Poxa, ninguém é perfeito! E com tantas tentações para ir contra a sua dieta, não aguentar segurar a vontade e comer um docinho, uma massa ou qualquer outra fonte rica em carboidratos é humano, e não significa o final dos tempos.
Especialmente se você ainda estiver no início do seu processo. Afinal, para quem passou boa parte da vida comendo de tudo, não é da noite para o dia que o consumo de carboidratos vai ficar lá embaixo todos os dias, não é mesmo?
Portanto, a dica final é: lute para se manter fiel ao programa, mas se não conseguir, não fique remoendo a falha. Pense que amanhã é um novo dia e que você tentará ser melhor do que hoje. O que é a única coisa que você pode fazer, afinal, como dizem por aí: não adianta chorar pelo leite derramado.



Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...