quinta-feira, 25 de junho de 2015

Dieta Para Secar a Barriga Rápido – Alimentos e Dicas

Barriga seca com salada

Dieta Para Secar a Barriga Rápido – Alimentos e Dicas

Dieta Para Secar a Barriga Rápido: A famosa barriguinha indesejada que incomoda homens e mulheres em todo o mundo não é só uma inimiga da estética. Também é aliada de doenças cardiovasculares, que podem resultar em um infarto ou derrame.

Além disso, a diabetes e as complicações geradas pelo excesso de glicose no sangue, como cegueira e insuficiência renal, podem se desenvolver devido à obesidade abdominal.

Por fim, lesões nas articulações e na coluna são sintomas causados pelo excesso de peso e musculatura fraca na região da barriga.

Os valores hoje recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a circunferência abdominal de homens são até 94 cm e para mulher até 80 cm (na linha do umbigo). Acima desses números, já há risco em desenvolver obesidade visceral e todas suas complicações. Estudos norte-americanos indicam que homens com 110 cm ou mais apresentaram mortalidade 52% maior.

Mulheres com 95 cm ou mais tiveram mortalidade 80% mais alta do que aquelas com circunferência abaixo de 70 cm. Ainda, para cada 5 cm de aumento na circunferência abdominal, houve aumento de 7% na mortalidade masculina e de 9% na feminina.

Logo, vamos direto ao assunto, pois adotar uma dieta para secar a barriga rápido pode ser mais fácil do que você imagina. Mas desde que saibamos os mais frequentes erros e fáceis acertos de nossa rotina alimentar, bem como os exercícios e hábitos corretos para o nosso dia a dia, passo a passo.

1. Mastigue, mastigue e mastigue

Alimentos triturados são o primeiro passo para evitar o inchaço. Logo, você deve mastigá-los até virarem uma compota de maçã em sua boca. A digestão começa na boca, e sem mastigação adequada, a comida não é bem digerida. Comida melhor digerida significa menos gás, inchaço e gordura no corpo.

2. Faça intervalos de 3 horas para se alimentar

Se você comer de três em três horas irá evitar uma grande quantidade de comida no estômago após uma fome exagerada e ainda irá estimular o metabolismo. 

Isto ocorre porque toda vez que ingerimos um alimento, o organismo tem de gastar energia para digeri-lo. Se o nosso metabolismo for baixo, queimamos poucas calorias, se for alto queimamos muitas calorias.

Mas lembre-se que os lanches a serem feitos nos intervalos das refeições de uma dieta para secar a barriga rápido devem conter proteínas e serem saudáveis. Opte por uma barra de proteína, um pedaço de queijo com baixo teor de gordura, ou algumas amêndoas com uma maçã orgânica.
3. Evite o açúcar
Sempre coma o mais próximo de zero grama de açúcar. Isso manterá os níveis de insulina baixa e os níveis de glucagon alto. 

O glucagon é um hormônio que luta para deixar sua barriga lisa. Ao percorrer ao redor de sua cintura, ele devora a gordura para usá-la como energia. E a equação é clara: baixa taxa de insulina e alta de glucagon.

4. Administre o sal

O culpado de fazer sua barriga inchar pode ser o sal de sua dieta. Assim, use sal marinho natural ou sal kosher, que é menor em índice de sódio por colher de chá que sais de mesa tradicional. 

E fique longe do molho de soja, pois ele é rico em sódio e fará com que o inchaço no abdômen seja praticamente instantâneo. A OMS ainda recomenda como consumo máximo 1 colher de chá de sal, equivalente a 6 gramas, por dia ou 2,4 gramas como sódio.

Assim, outra opção para uma dieta para secar a barriga rápido é usar outros temperos como salsa de tomate fresco, alho, cheiro verde, manjericão, sumo de limão, cebola, cominho ou uma pitada de pimenta caiena, que tem um benefício adicional de aumentar o metabolismo.


Por fim, não esqueça que queijos, salgados, defumados e embutidos, têm grande quantidade de sal.


Opte por versões dessalgadas (como o bacalhau, a carne) e os queijos e requeijões feitos em casa, pois têm grande diminuição do teor de sódio. Já para os aperitivos, escolha versões não industrializadas, como legumes em molhos de iogurte e ervas, castanhas torradas e conservas.

 Estas devem ser lavadas em água corrente antes de consumir, como azeitona, picles, palmito e cogumelo.

5. Escolha sempre alimentos ricos em fibras

Os alimentos ricos em fibras são muito bons para uma dieta para secar a barriga rápido. Escolha frutas, em especial com casca, grãos, feijão, lentilhas, verduras, produtos integrais, como linhaça, granola e aveia. 

Todos esses alimentos são considerados positivos para a digestão, pois possuem fibras que ajudam o intestino a funcionar normalmente. Lembre-se também que tudo em excesso irá atrapalhar sua vida gerando um efeito contrário, neste caso, ao provocar o inchaço da barriga.

E para eliminar o excesso de fibras, a água é o melhor remédio, pois elimina o excesso presente no organismo através da urina. Um destaque para os integrais, pois esses alimentos baixam o índice glicêmico, o que evita a produção excessiva de insulina, hormônio que estimula o organismo a estocar gordura.

6. Líquidos poderosos

Os especialistas recomendam tomar de 2 a 3 litros de água por dia para que o corpo fique bem hidratado. O excesso também pode inchar e dilatar seu estômago. Tomar muito líquido como chás, em especial o dente-de-leão, verde e hibisco, é muito importante para regular o intestino e principalmente para eliminar o excesso de sódio no organismo. Quanto mais ingerir líquidos, mais diluído o sódio vai ficar, facilitando assim que ele saia através da urina, e diminuindo os riscos de sua barriga inchar.

Sucos também cumprem a mesma função, pois têm propriedades antioxidantes que podem ajudar a diminuir a gordura corporal, além dos ingredientes que ajudam a emagrecer e perder barriga estarem todos reunidos. Entre eles temos o de morango com água de coco, abacaxi com hortelã e chá verde, ou melancia com limão e canela.

Até mesmo Gisele Bündchen já confessou que toma uma xícara de água morna com limão toda manhã. Segundo a top model, a bebida ajuda a limpar o organismo logo cedo. Às vezes, Bündchen coloca uma pitada de pimenta caiena para incrementar a bebida. Mas atenção à escolha, pois alguns são muito calóricos ou prendem o intestino. Uma curiosidade é que o suco tomado durante as refeições não engorda mais do que se eles forem tomados em qualquer outra hora do dia.

7. Coma devagar

Aprecie o sabor e a textura dos alimentos para fazer da hora da refeição um momento de prazer e cuidado com o corpo. Suas refeições de uma dieta para secar a barriga rápido devem durar pelo menos 30 minutos. Além disso, mantenha em mente que a digestão começa na boca e você pode diminuir o inchaço só de mastigar seu alimento mais vezes. Estudos também têm mostrado que se você comer mais devagar, você pode acabar comendo menos.

8. Pratique exercícios

Inserir a malhação na sua rotina é receita para dez entre dez dicas de saúde e emagrecimento. Mas vamos dar ênfase aqui no seu poder de diminuir a gordura corporal do abdômen. Por isso, se você realmente pretende perder barriga, não basta seguir apenas as dicas da dieta para secar a barriga rápido acima, é preciso que adquira uma bola, e faça exercícios físicos pelo menos 4 vezes por semana. Em especial abdominais, agachamento, rosca para bíceps, tríceps ou qualquer outro.

É fundamental complementar o exercício com a parte cardiovascular para perder peso muito mais rápido, por aumentar os gastos calóricos. Quanto mais rápido conseguirmos correr, pular corda ou pedalar, mais vamos perder porcentagem de gordura no corpo. Prefira os exercícios mais intensos, mais rápidos, pois são esses que vão fazer com que você perca peso rapidamente e possa então atingir um abdômen perfeito. Como exemplo, escolha correr 15 minutos na esteira ao andar 1 hora.

Outra opção bacana é praticar boxe. Quando você dá socos com pesos ou em um ritmo rápido trabalha o seu núcleo de uma forma que ajuda a diminuir sua barriga. Adicionar 16 minutos de boxe, três vezes por semana, pode ajudar-lhe a perder até 2 centímetros de sua cintura em quatro semanas.

9. Durma bem

O descanso é uma parte fundamental para evitar a obesidade, inclusive no abdômen. Se você não dorme entre seis e oito horas por noite, terá dificuldades em se manter acordado e bem disposto durante o dia. A falta de um bom sono também engorda porque aumenta o apetite. Dormir pouco leva a ataques compulsivos de fome e a uma escolha de alimentos mais gordurosos. Você vai precisar de mais comida para saciar a fome.

10. Exercite-se com uma bola (ou abdominais sem bola mesmo)

Dieta Para Secar a Barriga Rápido – Alimentos e Dicas

Abdominal bola

Ter uma bola para fazer exercícios, daquela utilizada em aulas de yoga e pilates, é uma grande sacada pois deixa o exercício diferente. Faça exercícios com a bola sobre suas costas, com os braços acima da cabeça e as pernas em linha reta fora.

Para tal, primeiro sente na bola e escorregue um pouco para frente, apoiando as costas, como mostra a imagem abaixo. Coloque as mãos na cabeça e contraia os abdominais sem forçar o pescoço. Faça este exercício durante o máximo de tempo que conseguir, certificando-se de que é feito lentamente para uma contração muscular eficiente. Quando cansar, descanse 20 segundos e repita o exercício mais duas vezes.

O objetivo é trabalhar seus músculos abdominais de forma diferente. Mas se não quiser a bola já será ótimo que você faça abdominais sem bola mesmo. Isso ajudará a tonifica a região.

Alerta vermelho!

Bebida com gás: Refrigerante de todos os tipos, inclusive água com gás (aromatizada artificialmente ou não) alteram a mucosa intestinal, causam o desequilíbrio da flora e estufam a barriga, podendo acabar com a sua dieta para secar a barriga rápido. Os diet ou light contêm adoçantes como xilitol, sorbitol e maltiltol que podem provocar gases.

Doce, pão e biscoito feitos com farinha branca: Esses alimentos têm alto índice glicêmico, que aumenta a gordura acumulada na região da barriga.

Carne vermelha: A proteína desse tipo de carne leva mais tempo para ser digerida. O alimento permanece mais tempo no organismo, o que favorece a prisão de ventre e a formação de gases, aumentando a barriga.

Alimentos embutidos como salsicha, linguiça, salame e mortadela: Todos eles contêm muito sódio, que provoca ou aumenta a retenção de líquidos e o inchaço. O efeito você pode ver no mesmo dia.


Período menstrual: Outra grande vilã para o visual é a fase pré-menstrual, quando, devido à variação hormonal, a mulher fica mais inchada. Para reverter ou apenas controlar essa fase, evite o consumo de sal, açúcar, álcool e cafeína, que colaboram para a retenção de líquidos.


Saltar refeições: Esta tática sempre dá errado. Você acaba com tanta fome no final do dia que acabará compensando e arruinando sua dieta para secar a barriga rápido. Quando faz isso, inevitavelmente você vai acumular mais gordura na região abdominal, já que não há mais tempo para queimar as calorias consumidas.

Evitar todos os tipos de gorduras: Pode até parecer contraditório, mas alguns alimentos ricos em “gordura boa” podem ajudar a reduzir a barriga e a comer menos. Você não deve eliminar das refeições toda a carne, peixe e derivados do leite por induzir que essas são as principais fontes de calorias.

Estes alimentos também são grandes fontes de proteína, podem ajudar seu metabolismo e evitar mais centímetros na cintura, desde que se escolha os corretos. 

Opte, por exemplo, por queijo cottage ou atum, que além de leves contêm cerca de três quartos de nossa necessidade diária de proteína a cada porção de 150g. Outro exemplo é o abacate, comer um quarto desta fruta ou misturá-la à salada, com azeite de oliva e vinagre, tanto engana a fome como ajuda a derreter gorduras da barriga.

Abdominais solucionam todos os seus problemas: É claro que esse tipo de exercício tonifica os músculos, mas eles, sozinhos, não vão fazer sumir a gordura que recobre os tão perseguidos “pneus” no seu abdômen. Então, exagerar nas abdominais não irá fazer você caber naquele jeans esquecido. O mais eficaz são exercícios aeróbicos, como a caminhada ou pedalada.

Bebida alcoólica em excesso: Álcool tem grandes quantidades de calorias e você nunca sente que já bebeu o suficiente. Um drinque já acumula gordura na região abdominal. Se for inevitável, prefira os menos calóricos. O vinho tinto, segundo os especialistas, ajuda a combater a gordura se consumido em pequena quantidade.

Vítimas dos produtos light e diet em excesso


Você provavelmente acha que está fazendo um grande favor ao seu corpo consumindo iogurte sem açúcar, refrigerante diet e outros tantos salgadinhos e lanches com avisos de baixas calorias e sem gordura na embalagem.


Mas estas versões geralmente contêm grandes quantidades de adoçantes artificiais, o que alguns nutricionistas acreditam que pode desencadear problemas no metabolismo, aumentando os estoques de gordura. Além disso, produtos light possuem gorduras, açúcares e outros nutrientes. Sendo assim, comer 10 fatias de pão, só porque é light, não irá lhe garantir os resultados almejados.


Exemplo de Dieta para Secar a Barriga Rápido


Dia 1:

Café da manhã: 1 copo de vitamina de frutas (1 copo de 200 ml de água-de-coco + 1/2 maçã + 1/2 pera + 3 folhinhas de hortelã + 1 fatia de mamão + 1 col./sopa de linhaça).

Lanche: 1 suco de açaí com morango ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 porção média de salada de frutas.

Almoço:
– Em casa: 3 col. (sopa) de arroz integral + 3 col. (sopa) de brócolis cozidos no vapor + 1 filé de peixe grelhado + Salada verde bem variada à vontade.


– Fora: Tapioca salgada ou sanduíche natural (de frango, atum ou ricota no pão integral, sem maionese). Se for a um restaurante, peça um peixe grelhado com salada ou legumes no vapor.

Lanche da Tarde: 1 copo (200 ml) de suco de melancia com hortelã ou 1 copo de suco de laranja ou 1 maçã ou 1 pera.

Jantar: Salada grande de folhas verdes + frutas + oleaginosas + 1 lata de atum light, acompanhada de 2 torradas integrais temperadas com azeite extravirgem e semente de linhaça.

Ceia: Shake de chá-verde (200 ml) + abacaxi (2 fatias) + hortelã (3 folhinhas). Bata tudo no liquidificador com gelo. Além de refrescante, rejuvenesce, ajuda a emagrecer e desincha a barriga.

Dia 2:

Café da manhã: ½ papaia com farinha de linhaça + 1 xícara de chá de hortelã + 1 torrada integral com geleia de frutas vermelhas
Lanche: 1 suco de laranja, ou suco de melão


Almoço:
– Em casa: 1 concha de lentilha + 2 col. (sopa) de arroz integral + 1 berinjela refogada com quinua e cheiro-verde + Salada verde à vontade.
– Fora: 1 sanduíche (pão integral, atum light, requeijão light e cenoura ralada) ou peixe assado com batata.


Lanche da tarde: 1 taça de salada de frutas com granola ou 1 tigela pequena de açaí com banana ou 1 copo de suco de abacaxi com hortelã ou 1 copo de suco de frutas vermelhas.

Jantar: 1 filé de peixe ou frango grelhado + 4 col. (sopa) de cenoura e brócolis cozidos ou salada de alface americana, tomate, cenoura, uva passa e kiwi temperadas com azeite.

Ceia: 1 xícara de chá verde gelado batido com 10 amoras ou 10 morangos.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...