sexta-feira, 2 de outubro de 2015

6 Comidas Que a Maioria das Pessoas Não Sabe Que Ajudam a Emagrecer

pipoca

Comidas Que a Maioria das Pessoas Não Sabe Que Ajudam a Emagrecer: Estar em uma dieta para emagrecer pode ser sinônimo de ficar longe de petiscos e lanchinhos saborosos para muita gente, o que, para outras, também acaba virando justificativa para não querer mudar a alimentação em prol da perda de peso.

No entanto, é nossa obrigação dizer que nem sempre isso é verdade e a ideia de restrição não pode virar desculpa quando surge a necessidade de eliminar alguns quilinhos que estejam em excesso.
Tudo isso por conta de determinados pratos e condimentos que apesar de serem saborosos não atrapalham a dieta. Muito pelo contrário, até contribuem com a manutenção da boa forma e ajudam a aliviar quando o desejo por uma guloseima aparece. E então vamos descobrir quais comidinhas incríveis são essas?

1. Pipoca


A companheira dos filmes é também um lanchinho cheio de fibras, que ajudam a deixar o organismo saciado. Prova disso é uma pesquisa publicada no Nutrition Journal (Jornal da Nutrição, tradução livre) que comparou o que acontece com o corpo, em relação à saciedade, quando pessoas comem pipoca ou salgadinhos.

O que os cientistas observaram foi que 15 calorias de pipoca com baixo teor de gordura satisfaziam na mesma proporção que 150 calorias de salgadinhos.

De acordo com a especialista ouvida pela Fitness Magazine,n Marjorie Nolan Coh isso acontece porque a pipoca possui mais textura e demora mais tempo para ser consumida. “Isso dá ao seu cérebro o tempo que ele precisa para registrar que você já comeu o suficiente”, explicou.

2. Biscoito salgado de centeio


Se você é fã dos biscoitinhos salgados, da próxima vez em que o desejo por eles bater, certifique-se de comer um que seja feito à base de centeio. Isso porque uma outra pesquisa divulgada noNutrition Journal mostrou que quando voluntários comeram esse tipo de biscoito no café da manhã sentiram 21% a menos de fome nas horas que seguiram a refeição.

Além disso, eles também consumiram 8% a menos de calorias na hora do almoço. A suspeita dos cientistas é que esse efeito aconteça por conta da presença de uma fibra viscosa no centeio, que faz com que o intestino se expanda de modo a desacelerar o processo de digestão e o envio de carboidratos para a corrente sanguínea.

O que ocorre depois disso é uma diminuição nos níveis de açúcar no sangue e a estabilização das taxas de insulina, que deixam o organismo menos faminto.

3. Molho de pimenta malagueta


Comidas Que a Maioria das Pessoas Não Sabe Que Ajudam a Emagrecer

Os molhos feitos à base de pimenta malagueta possuem a capsaicina, um composto conhecido por atuar como um diminuidor do apetite. O efeito do molho nesse sentido foi observado em uma análise feita a partir de 20 estudos publicados no jornal Appetite, que identificou que a capsaicina possui diversos benefícios no que se refere à perda de peso, como o aumento da temperatura corporal, que aumenta também a queima de calorias e a promoção do efeito de saciedade no corpo.

Então, já fica aqui a sugestão: a próxima vez em que você precisar de um molho ou tempero para deixar um de seus pratos mais picantes, escolha um molho de pimenta malagueta. Só não exagere na quantidade utilizada porque essa pimenta é um pouco forte.

4. Cogumelos Portobello


Seja para incrementar uma salada ou uma massa mais leve, os cogumelos são uma boa opção de acompanhamento. Principalmente se eles forem do tipo Portobello, que contém o aminoácido glutamato em sua composição. Esse aminoácido oferece o sabor chamado de umami, que é o quinto sabor que pode ser percebido pelo paladar humano – os outros são o doce, o amargo, o azedo e o salgado -. O umami é mais difícil de ser detectado pela língua e dá mais densidade e profundidade ao paladar. Em japonês, umami significa “saboroso e delicioso”.

E além de dar um gosto agradável ao cogumelo, o umami também ajuda a se manter em dia com a dieta. Pelo menos foi o que mostrou uma pesquisa britânica, que testou sopas com a presença e a ausência desse quinto sabor. O que os estudiosos perceberam foi que as pessoas que tomaram a sopa com umami comeram menos que os outros, mas se sentiram tão satisfeitas quanto eles.

Os cientistas não puderam explicar porque isso acontece, mas a suposição é que um dos fatores que contribui é o fato do umami ter um sabor bastante semelhante ao da carne.


5. Batatas

Comidas Que a Maioria das Pessoas Não Sabe Que Ajudam a Emagrecer
Se você achou que era melhor deixar as batatas um pouco de lado no seu cardápio para conseguir emagrecer, saiba que se preparada do jeito certo ela pode beneficiar a sua perda de peso. É que quando você a cozinha e deixa que ela esfrie novamente, a batata ganha o amido resistente, um tipo de carboidrato que passa pelo seu intestino sem ser digerido.

Assim, quando esse amido passa pelo intestino grosso, as bactérias que vivem por ali aproveitam-se dele, gerando substâncias chamadas de ácidos graxos de cadeia curta. Essas substâncias, por sua vez, estimulam a produção dos peptídeos, compostos responsáveis por informar ao cérebro que o corpo já está satisfeito.

Enquanto uma batata servida ainda morna não possui muito amido resistente, uma fria contém 12% desse tipo de amido.

6. Chocolate amargo


Para quem é fã de chocolate, nem sempre é fácil dizer adeus à guloseima, mesmo por uma boa causa como a boa forma. Mas o que é possível fazer é escolher um chocolate que prejudique menos a dieta.

Uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, distribuiu porções de chocolate amargo e chocolate ao leite a voluntários no café da manhã e identificou que aqueles que comeram o chocolate amargo se sentiam menos famintos nas horas que seguiram a refeição. Além disso, esses participantes consumiram 17% menos calorias na hora do almoço.

A especialista em nutrição culinária Amy Myldral Miller explicou a diferença entre os dois tipos de chocolate: “Ele (o chocolate amargo) é mais rico em proteínas e gorduras, porém mais pobre em açúcar do que o chocolate ao leite, o que causa um envio mais lento de açúcar a sua corrente sanguínea.”

É claro que isso não quer dizer que você está livre para comer uma barra de chocolate amargo todos os dias, mas que quando o desejo bater e não der para dizer não, é esse tipo de chocolate que você deve consumir.

Dieta para Colesterol LDL Alto – Alimentos e Dicas

Quando você tentou atacar a porção de batatas fritas, pediu o sanduíche com bacon ou escolheu no cardápio o fettucine à parisien...